O que considerar antes de migrar para nuvem?

O que considerar antes de migrar para nuvem

Compartilhe

Nos últimos anos, um novo fenômeno impactou profundamente o ambiente virtual de muitas empresas: a computação na nuvem. Essa tecnologia alterou diversos processos do ambiente corporativo, criando rotinas de maior mobilidade, integração e performance. Isso permitiu que empresas atingissem suas metas com mais facilidade, uma vez que todos passaram a contar com os recursos necessários para executar as suas tarefas diárias no seu dia a dia.

Agilidade, eficiência e custo-benefício são somente alguns exemplos de como a computação na nuvem impacta positivamente o dia a dia e os resultados de uma empresa. E, diante disso, saber adotar essa tecnologia é crucial.

Migrar para a nuvem é um processo que envolve um grande número de pessoas e uma série de etapas. Há a necessidade de agendar rotinas, definir métricas e avaliar a melhor maneira de integrar as novas ferramentas aos processos internos do negócio. Só assim a empresa conseguirá atingir os seus objetivos e obter o retorno sobre o investimento esperado.

E para que a sua empresa esteja preparada para essa mudança, nós elencamos no post de hoje o que é preciso considerar antes, durante e após migrar para nuvem.

O que considerar antes de migrar para nuvem?

Uma vez que a empresa decide investir na computação na nuvem, é necessário identificar e levantar uma série de dados para auxiliar a definir a melhor estratégia para utilizar essa tecnologia. Essa etapa é fundamental, pois é nela em que são tomadas as bases para a empresa migrar para nuvem com agilidade e precisão.

Um dos primeiros passos é executar uma análise detalhada e profunda sobre o que precisa ser alterado no negócio. Atue lado a lado com todos os setores, criando canais de comunicação e avaliando os fluxos de trabalho em busca de pontos que necessitam de melhorias e a identificação de todos os objetivos de médio e longo prazo da área.

Isso será essencial para que o gestor consiga organizar de maneira clara as necessidades específicas de cada time. Bem executada, essa etapa garantirá o melhor direcionamento possível da migração do negócio para a computação na nuvem.

Cuidados antes da implementação

Antes de fazer a implementação de qualquer modelo de nuvem na empresa, é importante e necessário que haja um projeto bem estruturado, com processos bem definidos e especificados. Essa organização permitirá prever problemas e custos antecipadamente, tornando tudo mais fácil e menos oneroso.

Defina antecipadamente todas as etapas do processo de migração para a nuvem. Organize datas com os setores e profissionais envolvidos, evitando grandes interrupções nas rotinas de trabalho de cada área. Assim, as rotinas necessárias para a migração para a nuvem não causarão um grande prejuízo para a produtividade de cada setor.

Levante informações sobre tudo o que pode atrapalhar o negócio a migrar para nuvem. Identifique cada fator e avalie a melhor maneira de contorná-lo. É importante que a companhia tenha uma visão holística sobre tais riscos.

Com isso, o empreendimento terá a capacidade de levantar informações que auxiliam na mitigação mais eficaz de riscos: sempre que um problema ocorrer, técnicos já estarão preparados para identificar a melhor correção possível para o problema.

O que fazer durante o processo de migração para a nuvem?

Apesar de prever possíveis desafios antecipadamente, alguns percalços inevitavelmente aparecerão pelo caminho. Assim, é importante que as equipes inseridas no processo contem com um suporte de qualidadee eficaz, a fim de dirimir possíveis dúvidas. Ainda que seja um processo complexo, a migração para a nuvem pode ser feita rapidamente e sem grandes falhas.

Monitore todas as atividades continuamente, avaliando a performance de cada time. Faça, regularmente, uma avaliação sobre imprevistos e problemas enfrentados pelos técnicos. Além disso, rastreie tudo aquilo que deu certo mas não estava previsto nas etapas iniciais.

Essa estratégia facilita a otimização contínua das rotinas de migração para a nuvem. A cada etapa, erros e falhas serão menos frequentes e o gestor conseguirá identificar tudo aquilo que não é executado conforme o planejado.

Ao final de cada etapa, o gestor poderá fazer mudanças precisas nos processos definidos durante o planejamento da migração. Além disso, profissionais envolvidos no projeto conseguirão incorporar boas práticas e eliminar aquelas que não correspondem aos planos da companhia.

Um dos grandes benefícios trazidos pela implantação de projetos em nuvem é a possibilidade de aumentar recursos de acordo com a necessidade de sua empresa. Isso otimiza o volume de recursos tecnológicos e, principalmente, reduz os recursos financeiros.

Caso sejam identificados erros na escolha dos recursos contratados ou a necessidade de expandir os serviços adotados, não exite em fazer mudanças. É importante que, após o processo de migração para a nuvem, a companhia tenha implementado todos os serviços que são necessários para manter-se com alta performance e competitividade.

Quais medidas tomar após migrar para nuvem?

Uma vez que toda a empresa tenha migrado para a nuvem, é necessário avaliar o que foi feito, identificar erros e garantir que os novos serviços sejam facilmente integrados aos processos da companhia. Ao mesmo tempo, deve-se mensurar os resultados do investimento e efetuar qualquer mudança que ainda seja necessária.

Nesse contexto, assim como nas etapas de implantação, o papel do suporte, quando finalizada a migração, ganha ainda mais importância. Ele auxiliará profissionais e usuários a garantirem que tudo funcione como o esperado, mitigando erros, eliminando falhas e tornando o uso dos serviços de cloud computing mais simples.

Garanta que os profissionais da área estarão treinados para apoiar todos os demais na utilização dosserviços de cloud computing. Isso inclui a criação de uma documentação abrangente, que possui todos os principais processos de troubleshooting a serem utilizados caso algo ocorra.

É importante que o time de suporte esteja disponível continuamente nos primeiros dias de uso das novas ferramentas. É nesse momento em que a maioria das dúvidas e erros ocorrem. Em outras palavras, a maneira como a empresa enfrenta as dificuldades dos primeiros dias terá um impacto direto no sucesso da migração para a nuvem.

Monitore os dados

É claro que não se pode acreditar que tudo ocorrerá sem nenhum problema. Por isso, é importante acompanhar e monitorar o andamento das informações. Também é essencial fazer o gerenciamento e otimizar processos que impactam diretamente na produtividade de todos.

Mensure como a computação na nuvem afetou todos os processos da empresa. Identifique as mudanças em fatores como custos operacionais, redução de erros, ganho de performance, aumento da mobilidade e escalabilidade operacional.

Avalie, também, como cada ferramenta afetou o fluxo e a qualidade de trabalho dos profissionais que utilizarão as soluções. A maneira como cada time relaciona-se com as suas ferramentas de trabalho está ligada diretamente à capacidade do negócio ter serviços de alta performance.

Gostou das nossas dicas para migrar para nuvem e quer saber mais sobre o impacto que o cloud computing pode causar na sua empresa? Então baixe agora o nosso e-book com tudo o que você precisa saber sobre essa tecnologia!

Junte-se a nossa lista

Veja mais