Como ter um site seguro e proteger os dados dos clientes?

Como ter um site seguro e proteger os dados dos clientes

O grande número de crimes virtuais aumentou a preocupação dos consumidores com a segurança dos websites e as informações que eles transmitem na internet. Isso exige uma adaptação das páginas empresarias para garantir que os clientes continuem visitando as páginas. Mas, então, como ter um site seguro? É sobre isso que abordaremos neste artigo!

Mudanças da Google na identificação de segurança

O Google alterou a sua política com o intuito de alertar os usuários sobre uma página que não é inviolável. O navegador que não utiliza o código “HTTPS” recebe a identificação de “Não seguro” para as pessoas. E a prática pode afastar muitos clientes, não é mesmo? Então, como ter um site seguro e se certificar que os consumidores saberão disso? Acompanhe o próximo tópico!

Como ter um site seguro

A segurança de uma página é essencial para atrair potenciais clientes e fechar negócios na internet. Algumas medidas simples podem proteger os dados dos usuários e garantir a credibilidade da sua empesa. Veja:

Senhas fortes

Não dá para usar a velha senha “12345” para fazer o login na página da companhia. Isso gera um risco muito grande de ataques cibernéticos. Por isso, o ideal é orientar todos os colaboradores sobre a necessidade de criar uma senha robusta com pelo menos 8 caracteres, alguma letra maiúscula, número e símbolos (@*_).

Essa é uma política simples de segurança, mas que tem muita eficiência contra os crimes virtuais. Também é essencial não repetir a senha e efetuar a troca com frequência.

Certificado SSL

O Google Chrome já está notificando os sites que são inseguros. Por isso, o certificado SSL ganhou uma relevância ainda maior. Ele utiliza uma tecnologia robusta para criar uma criptografia entre o servidor web e o navegador.

Dessa forma, o certificado consegue proteger os dados dos usuários que navegam na página e trocam informações com a empresa. O site passa a exibir sinais visuais como o “https” e um cadeado.

Há 3 principais tipos de certificado ssl que podem ser utilizados pelas empresas, conforme a necessidade de uma maior ou menor proteção. O de validação estendida, por exemplo, é o mais robusto e indicado para instituições financeiras e lojas virtuais.

Backups frequentes

Os backups criam uma cópia de segurança do website e podem ser utilizados caso algum imprevisto ocorra. Eles evitam que a empresa perca informações relevantes em casos de indisponibilidade ou ameaças. O ideal é realizá-los com frequência para assegurar uma versão atualizada da página.

Servidor de hospedagem

Ele é o local de armazenamento dos arquivos do website. Portanto, o empreendedor deve ter atenção na hora de escolher a hospedagem para garantir a proteção dos dados. Observe os seguintes fatores:

  • estrutura de data centers;
  • realização de backups;
  • política de suporte ao cliente;
  • espaço disponível para armazenamento de dados;
  • credibilidade da empresa.

Também é recomendado avaliar se a prestadora do serviço está associada à AbraHosting, pois ela faz a divulgação das melhores empresas do mercado.

Atualização de softwares

Os sistemas também podem criar brechas de segurança. Essas vulnerabilidades são utilizadas pelos hackers para acessar websites e obter informações confidenciais. Portanto, realize todas as atualizações disponíveis do software para corrigir eventuais falhas.

Pronto! Agora você já sabe como ter um site seguro! Lembre-se que esses cuidados são essenciais para assegurar a visita dos clientes em sua página e aumentar as oportunidades de negócios.

Gostou deste artigo? Continue a visita no blog e entenda como criar uma vantagem competitiva para sua empresa!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Precisa de ajuda? Ligue +55 49 3025.1900 ou

Converse conosco

top