7 dicas para manter a segurança dos dados da sua empresa

4 dicas para manter a segurança dos dados da sua empresa

Compartilhe

Toda empresa tem dados importantes e muitas vezes eles ficam armazenados nos próprios computadores. Se você acompanha as notícias na televisão, provavelmente já ouviu falar sobre ataques cibernéticos em grandes companhias e tem receio que isso aconteça no seu negócio, certo? 

Fique tranquilo! Com algumas práticas no dia a dia é possível garantir a segurança dos dados da empresa, evitando o sequestro de informações e chantagens em troca de dinheiro.

Afinal, não importa se é pequena, média ou grande: as empresas precisam se preocupar com o nível de segurança em suas máquinas e sistemas.  Preparamos uma lista com 6 práticas que podem ser adotadas para evitar o vazamento de dados. Veja!

1. Proteja a rede Wi-Fi

Não basta colocar senha: é preciso escolher uma senha forte. Além disso, configurar o(s) roteador(es), optando por criptografar sua rede também é uma medida que aumenta a proteção.

Altere frequentemente a senha de sua Wi-Fi porque visitantes podem ter acesso à rede da sua empresa. Isso também evita que ex-funcionários tenham acesso.

2. Sistemas atualizados

Provavelmente sua empresa utiliza algum software de controle financeiro, de gestão ou um específico do seu ramo de atuação. É imprescindível que esses programas sejam atualizados constantemente.

Cada atualização traz vantagens e benefícios que também contribuem para a segurança dos dados que são armazenados, uma vez que diminuem as vulnerabilidades do sistema.

3. Antivírus

Na plataforma Windows, a mais utilizada por empresas, o antivírus é uma ferramenta que faz a diferença. Mas, para que ele funcione, é preciso mantê-lo atualizado. Também é importante escanear as máquinas para remover qualquer malware ou vírus.

Além disso, é recomendável atualizar o firewall, uma vez que ele é utilizado para monitorar a rede e criar uma barreira a mais de proteção para os dados da companhia. Ele permite a definição de regras e bloqueios para os tráfegos que não correspondem às práticas permitidas, o que é muito útil para o seu negócio.

4. Utilize certificado ssl no website

Hoje, mais do que nunca, é essencial ter um certificado ssl no site da companhia. Por quê? Ele utiliza a criptografia de dados para proteger as informações dos usuários que navegam a página. Dessa maneira, ajuda a manter a credibilidade da empresa e preserva as informações dos potenciais clientes.

Além disso, o Google penaliza os websites que não utilizam certificado e mostra uma identificação dessa insegurança para os usuários. Já imaginou se alguém deixa de entrar na sua página por falta de um certificado?

5. Faça o backup das informações

Você adotou todas essas práticas acima e agora acredita que não precisa investir em outras soluções para proteger os dados da companhia? Saiba que está cometendo um grande erro!

É muito provável que todas essas ações proporcionem uma segurança a mais para as informações. Contudo, você não sabe se algum funcionário vai deixar de atualizar a senha ou se algum hacker conseguirá descobrir uma maneira de acessar os arquivos da empresa.

Portanto, o backup de dados torna-se uma segurança a mais para o seu negócio. As soluções em cloud, por exemplo, aceitam programações de horários para a realização automática da cópia dos arquivos. Assim, você sempre tem uma versão nova disponível caso precise recuperar alguma informação importante.

6. Treinamento da equipe para segurança dos dados

Capacitações e treinamentos são uma ótima maneira de informar sua equipe sobre os cuidados ao utilizar os dispositivos e assegurar que todos estão cumprindo as normas de segurança da empresa.

O mais indicado, sem dúvidas, é que a empresa conte com uma equipe especializada para manter a segurança dos dados e, acima disso, possa dar um suporte qualificado em casos de vazamentos de informações.

O programa Fantástico certa vez apresentou um golpe que tomou conta da internet: o sequestro de dados. Assim como o sequestro que já conhecemos, os crackers – responsáveis pela execução do crime – invadem computadores e somente devolvem o acesso com o pagamento de um resgate. Você não quer correr esse risco, certo?

7. Tenha proteção legal

Qual é o diferencial do seu negócio? Essa informação pode ser visualizada por muitos funcionários? Grandes corporações se preocupam com a proteção de dados da empresa, pois sabem que os colaboradores têm acesso a números, ferramentas e ideias que podem ser úteis para os concorrentes.

Por isso, elas costumam exigir a assinatura de um termo de confidencialidade do colaborador no momento de sua entrada na organização. Se você ainda não adota essa prática, fique atento ao mercado e procure auxílio de um profissional para corrigir essa falha.

LGPD

Outro assunto de suma importância para o seu negócio é a forma como você coleta e gerencia as informações dos usuários que acessam o site da companhia.

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) criou regras para controlar melhor o ambiente online e estabelece punições para as organizações que não se adequarem às normas. Fique atento a essa questão, pois o prazo para adequação encerra em agosto de 2020!

Se você chegou até aqui é porque se preocupa com a segurança dos dados da empresa, certo? Então, aproveite para colocar as dicas em prática para evitar os crimes virtuais mais aplicados no mercado!

Junte-se a nossa lista

Veja mais