Qual é a diferença entre nuvem híbrida, privada e pública?

Diferença entre a nuvem híbrida, privada e pública

Um estudo da International Data Corporation (IDC) revelou que o Brasil deve apresentar um crescimento de 10,5% na área de TI devido aos processos de transformação digital. Entre os principais investimentos das companhias está a obtenção de serviços de nuvem híbrida, privada ou pública para garantir a segurança dos dados.

Muitos empreendedores buscam esse tipo de solução devido aos benefícios que ela apresenta (redução de custos e facilidade de acesso), mas desconhecem as diferenças entre os modelos. Você também faz parte desse grupo? Então, confira as características da nuvem híbrida, privada e pública e saiba qual é a melhor opção para o seu negócio!

Nuvem híbrida

É a união de características da nuvem pública e da privada. Ela engloba o uso de diferentes plataformas para manter alguns dados em completo sigilo. Enquanto isso, outros documentos são armazenados em um ambiente cloud compartilhado.

Assim, a companhia consegue obter as vantagens da nuvem pública e também da privada, dependendo dos arquivos que pretende armazenar em cada espaço. Por exemplo: o serviço de e-mail pode ser utilizado na nuvem pública, já as informações financeiras são destinadas à cloud privada. Sendo assim, a nuvem híbrida oferece muitas vantagens às organizações:

  • flexibilidade para utilizar recursos adicionais da cloud pública;
  • controle sobre o uso da infraestrutura;
  • segurança adicional para os dados privados;
  • custo-benefício com o pagamento de recursos adicionais apenas quando a empresa precisa.

Nuvem privada

Corresponde ao uso do ambiente em cloud exclusivamente para uma companhia. A principal vantagem é a possibilidade de customização do serviço de acordo com as necessidades da empresa. O recurso ainda oferece:

A desvantagem, por sua vez, é o custo mais elevado porque a organização precisa arcar sozinha com os valores envolvidos no gerenciamento e manutenção da infraestrutura.

Nuvem pública

Esse é o modelo mais comum, pois a empresa compartilha o uso do hardware e os dispositivos em rede. A cloud pública geralmente é utilizada para serviços de e-mail na web, aplicativos e ambientes de teste. As principais vantagens da nuvem pública são:

  • compartilhamento de custos com outras organizações;
  • ausência de necessidade de manutenção, pois o provedor realiza esse serviço;
  • confiabilidade fornecida por uma rede de servidores.

Esse modelo de cloud apresenta recursos de segurança, mas não de forma tão robusta como a privada e a híbrida. Contudo, é o serviço que tem um baixo custo, por isso, é muito utilizado em organizações do mundo inteiro.

O uso desse tipo de nuvem também está em franca expansão no Brasil. O estudo do IDC apresentado no início do artigo identificou que o segmento deve registrar um crescimento de 2,6 bilhões de dólares somente em 2019.  

Qual modelo escolher para a empresa: nuvem híbrida, privada ou pública?

Tudo vai depender da necessidade da sua empresa e do uso que se pretende fazer dela. Se a intenção é migrar um software para nuvem, por exemplo, a pública já vai ajudá-lo a ter mais agilidade nas tarefas do dia a dia com um custo reduzido.

Já a organização que mantém muitos dados sigilosos, como um banco ou e-commerce, pode optar pela exclusividade da cloud privada ou utilizar o “melhor dos dois mundos” – a nuvem híbrida.

Enfim, todos os tipos de cloud oferecem segurança e capacidade de escalabilidade. A diferença está no nível de privacidade de dados que a empresa necessita e o valor disponível para pagar pelo serviço.

E aí, já sabe se precisa da nuvem híbrida, privada ou pública? Entre em contato e conte com a ajuda de nossos especialistas para identificar o modelo ideal para o seu negócio!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Precisa de ajuda? Ligue +55 49 3025.1900 ou

Converse conosco

top