Quais são as aplicações da IoT nas empresas? Confira!

Quais são as aplicações da IoT nas empresas

Compartilhe

A IoT (internet of things) promete dominar o cenário corporativo em breve. Em uma pesquisa recente, a empresa de consultoria global A.T Kearney estimou que até 2020 haverá aproximadamente 26 bilhões de dispositivos conectados. Isso poderá gerar um incremento de USD 300 bilhões em serviços. A expectativa é que as inúmeras aplicações da internet das coisas possam ampliar a capacidade produtiva e mudar os modelos de negócios.

Ela estará presente em hardwares, softwares e serviços para que as companhias possam atender cada vez melhor os clientes e gerar mais resultados. Quanto antes a sua empresa adotar esse modelo de solução, mais vantagens ela terá diante dos concorrentes.

Quer compreender melhor esse impacto da internet das coisas nas corporações? Veja a seguir!

Como a IoT transformará as empresas?

A internet das coisas está revolucionamento a maneira como as pessoas vivem e trabalham. Ela está presente em soluções para residências (TV smart, janelas que se fecham automaticamente) e também para aumentar a produtividade das companhias. Prova disso é que a IoT está provocando o início da 4ª revolução industrial, ao aprimorar o controle e gerenciamento de processos.

Em breve não haverá barreiras para a comunicação entre robôs e humanos, promovendo uma verdadeira integração entre o mundo físico e o digital. Exemplo disso é a criação de carros que se movem sozinhos. Eles farão conexões com outros veículos para saber quando parar, acelerar ou frear para evitar um acidente. Esse é um modelo de aplicação da internet das coisas no cotidiano de empresas e pessoas.

Revolução dos negócios

A relação entre internet das coisas e cloud computing permitirá a automatização completa das fábricas. Os robôs farão as atividades repetitivas, enquanto os humanos poderão se dedicar às tarefas de gestão e análise de dados. A perspectiva é que essa revolução para fábricas inteligentes poderá agregar USD 142 bilhões à economia mundial.

Certo, mas por que 4ª revolução industrial? Porque esse é o mais novo período de mudança drástica na forma de produzir e movimentar recursos. Conheça um pouco mais sobre os períodos históricos:

  • 1ª revolução industrial — a produção começou a ser mecanizada com o uso de água e vapor entre os séculos XVIII e XIX;
  • 2ª revolução industrial — a eletricidade contribuiu para a produção em massa na metade do século XIX;
  • 3ª revolução industrial — os aparelhos eletrônicos e a tecnologia começaram a automatizar algumas atividades na segunda metade do século XX. É isso mesmo, se você é da geração Y talvez não saiba disso, mas até 1982 a internet era disponibilizada apenas para o governo americano e o mundo acadêmico. Ela só foi se difundir no resto do mundo em 1992.
  • 4ª revolução industrial — é o momento atual, com o uso da tecnologia para integrar o mundo físico e digital.

Sendo assim, a internet das coisas terá inúmeros propósitos para as companhias que souberem aproveitar as suas vantagens.

Exemplos de aplicações da IoT

A tecnologia proporcionará muitas vantagens para as organizações que souberem aproveitá-la no momento certo (e ele começa agora!). Veja:

Segurança da informação

As novas funcionalidades e a integração entre as ferramentas exigirão uma maior especialização das companhias que fornecem soluções na nuvem. Por isso, elas estarão ainda mais preocupadas com a segurança da informação de seus clientes, para permitir que as máquinas desempenhem suas funções sob controle.

Nesse sentido, haverá um controle maior sobre os profissionais que terão acesso aos dados, um monitoramento constante das ferramentas e investimentos frequentes das prestadoras de serviços em atualização e segurança.

Gerenciamento de fluxos de tarefas

Haverá mudanças significativas na maneira de atuação para todos os setores de uma empresa. Os colaboradores já conseguem se comunicar melhor por meio de tecnologias que funcionam na nuvem. Eles também podem resolver problemas de qualquer lugar com acesso à internet.

Outras demandas poderão ser automatizadas com o uso de ferramentas inteligentes. Assim, os profissionais podem se dedicar às tarefas mais complexas. Um desenvolvedor, por exemplo, pode utilizar soluções ágeis para criar e gerenciar ambientes.

Um contador, por sua vez, poderá se dedicar à análise de relatórios e aconselhamento da diretoria. Isso porque as soluções tecnológicas desempenharão as atividades mais simples como: lançamentos contábeis, classificação tributária, auditoria de documentos, entre outros.

Melhoria no relacionamento com os clientes

Outra vantagem da internet das coisas é a possibilidade de integrar ferramentas para acompanhar a jornada de clientes. Ela permite o conhecimento do nível de interesse de um consumidor. Com isso, a equipe de marketing e vendas pode adotar estratégias para direcioná-lo cada vez mais para o processo de compra.

A John Deere, por exemplo, já utiliza a internet das coisas de diferentes maneiras para oferecer produtos inovadores aos clientes. Uma das opções é o trator que que se move sem motoristas. Há ainda soluções inteligentes de monitoramento agrícola para indicar a melhor hora para a fertilização e qual o produto ideal a ser plantado.

Como você pode perceber, a internet das coisas permite uma interação maior com os clientes e a identificação de suas reais necessidades.

Tomada de decisões

Os volumes de informação gerados pelas soluções que utilizam internet das coisas, em parceria com o big data, podem auxiliar no desenvolvimento de estratégias inovadoras para o negócio. As decisões são mais assertivas quando baseadas nesses dados.

Otimização das operações

Os dados gerados pela internet das coisas e gerenciados pela cloud computing permitem o aperfeiçoamento dos processos das companhias. O Uber, por exemplo, desenvolveu algoritmos para monitorar o tráfego de veículos e a jornada em tempo real. Isso permite o reajuste de preço automaticamente. E também auxilia o gestor a identificar o número de motoristas necessários para atender a demanda.

Com isso, a companhia consegue otimizar as atividades e os consumidores são atendimentos de maneira eficiente.

A IoT já é utilizada em 29% das companhias de todo o mundo, de acordo com os dados registrados pela Vodafone. Cabe a você decidir se quer obter os benefícios das aplicações da internet das coisas em sua empresa, ou se prefere assistir o auge da mudança acontecer.

Não quer correr o risco de ficar para trás? Entenda os benefícios da cloud gerenciada para o seu negócio!

Junte-se a nossa lista

Veja mais