IOPS: por que avaliar antes de contratar um serviço de TI?

IOPS - por que avaliar antes de contratar um serviço

O IOPS (Input/Output Operations per Second) é um índice utilizado como referência para avaliar o armazenamento de dados. De forma geral, quanto maior for o número indicado, melhor será o desempenho do dispositivo.

Com o surgimento dos serviços em nuvem, os profissionais passaram a ter à disposição storages inteligentes para obter mais performance e segurança no armazenamento de dados.

Quer entender por que você deve se preocupar com o IOPS? Explicamos no artigo.

O que significa IOPS?

O IOPS, operações de entrada e saída por segundos, é usado para avaliar a performance dos dispositivos de armazenamento de dados. Entre eles estão os drives SSD e o disco rígido (HDD).

O número apresentado pelos fabricantes não dá garantia de um bom desempenho das aplicações. Todavia, pode ser utilizado como um indicador na hora de adquiri-las. Afinal, é isso que vai interferir na velocidade de leitura e escrita de arquivos.

Por que se preocupar com o IOPS na hora de contratar um projeto de TI?

Os números indicam qual será a velocidade de leitura e escrita de um dispositivo por segundo. Logo, isso gera impacto direto na performance do projeto.

Por que se preocupar tanto com o IOPS? Os drives de disco têm limitação física. Eles giram no sentido horário e com as informações em torno deles. Por exemplo: um HDD de 7.200 RPM consegue dar uma volta em 8,3 ms. Logo, completa 120 leituras em um segundo.

Se você considerar a velocidade para a leitura do disco, os que têm 15.000 RPM’s são mais ágeis do que os de 7.200. Essa não é a única característica a ser observada.

Os novos HDDS já têm mais capacidade de armazenamento, contudo, ainda demandam de estratégias como RAID para unir diversos drivers para proporcionar uma boa performance nas operações de entrada e saída por segundos. Se você não tiver a quantidade de discos correta, haverá deficiência na velocidade.

Como dimensionar a taxa adequada de performance?

A cada dia que passa, as empresas deixam de utilizar os data centers internos para buscar soluções em nuvem. A cloud proporciona flexibilidade e alta performance para a organização escalar o negócio.

Na computação em nuvem é possível escolher a taxa de IOPS que deseja para o armazenamento de informações. Tudo dependerá do dinheiro disponível e da sua necessidade.

Um escritório de contabilidade, por exemplo, precisa armazenar documentos por até 5 anos para atender as exigências legais. Nesse caso, os dados não serão utilizados diariamente, portanto, o armazenamento não demanda um número alto de IOPS.

Por sua vez, uma empresa que utiliza muito o banco de dados do sistema ERP precisará de um volume considerável de operações de entrada e saída por segundos.

Fazer essa escolha sozinho pode ser muito difícil, pois é necessário um conhecimento técnico aprofundado sobre as diferenças entre as aplicações. O melhor caminho é buscar o apoio de especialistas para definir o nível de IOPS mais adequado para as demandas da companhia e para os recursos financeiros disponíveis.

Precisa de ajuda para melhorar a performance e a segurança no armazenamento de dados do negócio? Fale com um de nossos consultores e escolha um serviço personalizado!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Precisa de ajuda? Ligue +55 49 3025.1900 ou

Converse conosco

top