Internet das coisas e cloud computing: como se relacionam?

Internet das coisas e cloud computing - como se relacionam

Uma pesquisa realizada pela consultoria de risco Marsh identificou que a internet das coisas (IoT) está presente em 48% das empresas do mundo. E a tendência é ela conquistar mais espaço nos próximos anos. O BNDES — Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social estima que os projetos nessa área gerarão uma movimentação de mais de USD 132 bilhões até 2025. E como a relação da internet das coisas e cloud computing vai impactar os negócios?

E por que a IoT é tão importante? Ela é uma tecnologia que contribui para fazer a conexão entre o ambiente virtual e objetos, auxiliando na captação e gestão de dados valiosos para as empresas. Continue a leitura e entenda mais sobre este assunto!

Afinal, o que é a internet das coisas?

A IoT (Internet of things) é uma infraestrutura de rede que utiliza um padrão IP para interligar o ambiente virtual ao físico. Ela consiste em conectar objetos à internet e aos ambientes para compartilhar dados e dar mais facilidade para as pessoas.

Se você observar melhor ao seu redor, vai perceber que a internet das coisas já faz parte da sua rotina. Você tem uma smart TV? Ela é um exemplo de uso da internet das coisas para promover a conexão do ambiente digital ao físico.

Já ouviu falar das casas inteligentes? Pois é, quando as portas e janelas se abrem automaticamente com o uso de sensores e as lâmpadas se acendem com a detecção da presença de pessoas, você pode dizer que utiliza internet das coisas.

Até aqui você já deve ter percebido como a IoT está cada vez mais presente na sua vida. Mas, qual é a influência da internet das coisas e cloud computing nas empresas? É sobre isso que falaremos nos próximos tópicos!

Qual é a relação da internet das coisas e cloud computing?

Esses conceitos estão amplamente interligados. A IoT faz a comunicação entre objetos e data centers que utilizam infraestruturas em nuvem para armazenar e gerenciar informações.

Assim, a sua empresa possui uma estrutura muito mais elástica e flexível para comportar as demandas de armazenamento e processamento de informações.

Por que é necessário utilizar a IoT e a computação em nuvem? A resposta é simples: com objetos cada vez mais conectados à rede, ficará impossível você conseguir suportar todos os dados em data centers físicos e com espaços limitados.

As empresas trafegarão cada vez mais dados que, com a cloud computing, podem ser acompanhados em tempo real. Sem contar que essa tecnologia ainda pode ser acessada de qualquer lugar, mediante o uso de login e senha. Assim, você não precisa estar no seu escritório para verificar o acompanhamento de um pedido feito pelo cliente.

Como as empresas podem se preparar para essa realidade?

Uma maneira de sua companhia se adaptar para a internet das coisas e cloud computing é por meio da participação em congressos e eventos relacionados ao tema. Eles proporcionam a troca de experiências, questionamentos e conhecimento de projetos que já são realizados na área.

Também será necessário promover uma mudança no ambiente corporativo para que as equipes saibam selecionar e interpretar os dados mais importantes. Ainda é fundamental se preocupar com a utilização de estruturas robustas e confiáveis para proteger as informações da companhia.

Para complementar, é recomendável que você invista em equipamentos e soluções tecnológicas que possam responder rapidamente aos comandos. Os dados são gerados em end points e processados em estágios intermediários antes de serem enviados para o data center. Por isso, você precisa contar com uma infraestrutura de alta capacidade para administrar essas informações.

Conseguiu entender essa relação entre a internet das coisas e cloud computing? Isso mudará o seu negócio daqui para frente, então, é importante estar preparado! Aproveite a visita para entender como funciona a flexibilidade em cloud server!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Precisa de ajuda? Ligue +55 49 3025.1900 ou

Converse conosco

top