Erro 500: entenda o que pode estar acontecendo em seu site

Erro 500, o que pode esta acontecendo em seu site

O site da sua empresa com certeza já encarou o Erro 500, mas como você lidou com a situação? Foi um caso isolado ou o problema continua se repetindo?

Apesar de comum, esse tipo de erro no lado do servidor pode ser um sinal de que você precisa melhorar processos de validação e identificar com mais agilidade a origem dessas falhas. Veja como:

O que é o Erro 500?

Ao contrário dos erros que começam com o número 4 (como o famoso 404), problemas envolvendo o código 5 representam falhas no lado do servidor, não do cliente.

O Erro 500, conhecido como Internal Server Error, é o mais comum deles. Geralmente, ele é causado por dificuldades de processamento do servidor, seja por permissões incorretas, linhas inválidas ou memória disponível insuficiente.

Por que o Erro 500 é tão comum?

O Erro 500 acontece com bastante frequência porque basta um descuido na verificação ou erro na hora de modificar algum código ou arquivo dentro do servidor para que ele se torne inacessível para o cliente. O erro também ocorre na hora de definir a demanda por recursos de processamento em picos de acesso, o que pode causar uma queda geral do site.

Em ambos os casos, a frequência do Erro 500 é uma boa forma de identificar falta de planejamento e processos bem auditados no setor de TI. Buscar soluções para a origem do problema é a melhor forma de otimizar seu sistema e a relação de sua equipe com os arquivos no servidor.

Quais são as principais causas e soluções para o Erro 500?

E como garantir uma página livre do Erro 500? Identificar o problema e saber corrigi-lo com rapidez e segurança é a melhor forma de ter um site mais estável e disponível. Veja as principais causas:

Parâmetros incorretos no .htaccess

Um erro de parâmetro no código, como regras PHP utilizadas de forma indevida, podem ser a causa de um Erro 500 que tenha ocorrido repentinamente após uma modificação. Se a falha não está aparente, a melhor abordagem é comentar regra por regra, testando o acesso em seguida, até que a causa do problema seja identificada.

Uso de recursos e timeout

O timeout em uma página que gera o Erro 500 geralmente está associado ao consumo de processos PHP. Scripts lentos e estouro de pool são resultados relacionados a esse despreparo do servidor para lidar com o código.

O ideal nessas situações é fazer uma reavaliação dos seus recursos disponíveis: se for possível otimizar o código, faça isso até ele se adequar à oferta de processamento; caso não seja possível, pense em investir mais no seu plano para garantir a disponibilidade do site.

Erros de permissão

Outra causa comum do Erro 500 está em falhas na hora de definir as permissões para arquivos e pastas dentro do servidor. Caminhos com valores diferentes do padrão costumam ser recusados por questão de segurança — principalmente para evitar a injeção de código malicioso ou malwares no servidor.

Para garantir que o erro nunca apareça por esse motivo, é só prestar atenção nas permissões aplicadas: 755 para pastas e 644 para arquivos.

Apesar de comum, o Erro 500 também é muito simples de ser resolvido se a TI responsável pela manutenção do site tiver processos bem definidos e uma validação eficiente. Se ele acontece com frequência para você, então é hora de dar um passo atrás e planejar como minimizar esse tipo de problema.

Gostou da dica? Quer se informar mais ainda sobre boas práticas de TI e novidades na área? Então siga nossas páginas nas redes sociais: Twitter, Google+, Facebook e Linkedin!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Precisa de ajuda? Ligue +55 49 3025.1900 ou

Converse conosco

top