Descubra como os bancos de dados relacionais são indispensáveis para as empresas

Descubra como os bancos de dados relacionais são indispensáveis para as empresas

Qual é o tamanho do banco de dados do seu negócio? Talvez você ainda não tenha parado para pensar no assunto, mas a verdade é que todas as informações da empresa ficam armazenadas nesse banco de dados: contatos de clientes, fornecedores, colaboradores e tudo que estiver relacionado à organização.

O banco de dados costuma ficar “de escanteio” em muitos negócios, pois é uma tecnologia usada para suportar todas as outras. Sendo assim, é muito fácil de esquecer que ele existe. Porém, ele é o principal responsável por fazer todas as engrenagens entrarem em ação. A seguir, explicamos mais sobre o assunto!

Como eram os primeiros bancos de dados?

Ter um espaço para armazenar e gerenciar as informações é um problema para muitas empresas. Isso começou há muitos anos, desde o surgimento dos primeiros computadores. Em 1940, eles tinham uma memória RAM limitada, utilizavam válvulas e tambores magnéticos. Utilizar um grande volume de dados era praticamente impossível.

A IBM conseguiu lançar os primeiros discos rígidos em 1950. Eles pesavam quase uma tonelada, só conseguiam suportar 3 mil horas de uso e tinham uma capacidade de 4MB.

Evolução da tecnologia

Na década de 60 a tecnologia evoluiu mais um pouco. Surgiram os “minicomputadores” (para a época) e aumentou a demanda por discos rígidos. Logo, as empresas começaram a desenvolver peças menores e com mais capacidade de memória. Os principais eram:

COBOL, em que os dados eram numerados em tabela. O controle das informações era feito por uma aplicação escrita, por isso mais tarde surgiu o IDS (Integrated Data Store) para gerenciar o banco de dados;

IBM IMS, a empresa desenvolveu um projeto para atender a NASA. Ela criou um armazenamento hierárquico, que ficou muito popular. A última versão foi lançada em 2015.

Na década de 1970, um funcionário da IBM criou um artigo explicando sobre a teoria relacional “A Relational Modelo f Data for Large Shared Data Banks”. Isso motivou que outros escritórios da IBM desenvolvessem protótipos para esse modelo de banco de dados, como as versões IBM IS1 e IBM PRTV. Em outras organizações também surgiram opções como o Ingres e o MRDS.

O que são os bancos de dados relacionais?

Os bancos de dados relacionais utilizam estruturas – chamadas de tabelas – para criar colunas, linhas e registros de dados. Esse modelo é utilizado para informações fáceis de tabular e recuperar, como sistemas ERP, CRM ou plataformas de gestão financeira. Essa infraestrutura utiliza uma linguagem SQL (Structured Query Language). A seguir, listamos os principais tipos de bancos de dados relacionais:

MYSQL

O banco funciona em código aberto, sendo direcionado principalmente para uso em sistemas. Ele também utiliza linguagem SQL, tem bom desempenho e confiabilidade. Esse modelo é utilizado em websites e plataformas como Facebook e Twitter. Umas das vantagens do MYSQL é a fácil integração com PHP.

PostgreSQL

Esta é outra opção para quem busca um banco de dados de código aberto, sendo aplicado em sistemas que funcionam na web. Empresas como Apple e Skype já utilizam o PostgreSQL, pois ele tem recursos úteis e facilidade de acesso. Uma vantagem desse modelo é que não exige um hardware robusto, além da sua capacidade de oferecer alto desempenho.

Firebird

O Firebird também utiliza um padrão SQL e foi desenvolvido com base no código InterBase 6.Ele é capaz de rodar mais de 10 sistemas operacionais e está ganhando espaço entre os servidores.

Instalar esse banco de dados é simples e só demanda poucos minutos. Além disso, o Firebird faz backups sem que você precise ter um acesso exclusivo aos dados. Todavia, não é possível realizar um backup incremental.

SQL Server

O banco de dados foi criado pela Microsoft e tem recursos que facilitam a atualização dos dados. O SQL Server é seguro, pois utiliza a criptografia de dados para evitar que qualquer pessoa possa acessar ou alterar as informações.

O produto é indicado para empresas na área de tecnologia, e-commerce, indústrias e órgão de governo, pois é útil para armazenar dados com segurança e realizar backups.

Oracle Database

Este é um banco de dados muito utilizado ao redor do mundo. Ele usa uma linguagem de programação PL/SQL, funciona em diferentes plataformas (Windows, Linux) e prioriza a segurança das informações.

Para aproveitar o máximo do desempenho deste recurso é muito importante contar com um excelente hardware. Por isso, o modelo é indicado para grandes corporações ou para negócios complexos.

Enfim, ter um banco de dados confiável e seguro é imprescindível para uma empresa que deseja crescer e manter a credibilidade no mercado. Por meio dele, você consegue armazenar as principais informações do negócio com toda a segurança necessária, evitando, assim, que pessoas de fora da organização tenham acesso aos dados.

Com a aprovação da LGPD e aplicação da lei para todos os negócios, será preciso pensar em estratégias para preservar os dados pessoais. Saiba mais neste artigo sobre a Lei Geral de Proteção de Dados!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Precisa de ajuda? Ligue +55 49 3025.1900 ou

Converse conosco

top