5 dicas para proteger sua empresa de crimes virtuais

5 dicas para proteger sua empresa de crimes virtuais

Ler, escutar ou assistir notícias de ataques virtuais a empresas é cada vez mais comum. Os casos mais divulgados, e que chamam a atenção, são aqueles praticados contra notáveis instituições como Sony, FBI ou, até mesmo governos, como Prefeituras e a Presidência da República.

Enquanto esses foram os alvos de hackers, tudo bem. Mas, e quando a sua empresa estiver na mira de ações online maliciosas? Pequenas, médias e grandes empresas também têm sofrido com tentativas de roubo de dados através de invasões de computadores e celulares.

É o que comprova o levantamento realizado pela empresa Kaspersky Lad, especializada em software de segurança. Segundo o estudo divulgado, 58% dos computadores corporativos sofreram pelo menos uma tentativa de infecção por malware em 2015.

Mais do que assustar, o número leva a uma reflexão: sua empresa está protegida contra esse tipo de ataque? Se você ficou em dúvida, certamente a resposta é não. Que tal, então, conferir algumas dicas de segurança que selecionamos? É só continuar a leitura!

1. Mantenha sistemas e computadores atualizados

Avisos de atualizações não existem por acaso, acredite. Eles precisam ser levados a sério, afinal, sistemas e computadores desatualizados são tudo o que os hackers precisam.

Os criminosos da internet estão sempre em busca de falhas e brechas de segurança para atacar. Portanto, fique atento e realize atualizações de seus programas sempre que necessário.

2. Teste a vulnerabilidade da sua empresa

A melhor forma de se proteger é conhecer os pontos fracos no quesito segurança da sua empresa. Para isso, testes de vulnerabilidade são ótimas opções.

Contrate uma companhia especializada para detectar os problemas e a gravidade da situação, bem como as medidas cabíveis necessárias para evitar ataques maliciosos.

3. Invista em antivírus

Essa dica pode parecer básica, no entanto, saiba que muitas empresas ainda sofrem com crimes virtuais por não contarem com um bom antivírus. Portanto, essa precisa ser uma das primeiras e principais preocupações.

Crimes Virtuais: Um guia de como evitá-los

Para escolher um bom programa de proteção, pesquise referências na internet, compare a credibilidade dos sistemas através do AV-Teste e acompanhe o desempenho do software constantemente, mesmo após a instalação.

4. Crie uma política de segurança

Acessos ilimitados pela equipe em sistemas e banco de dados, sem padrões ou regras, podem contribuir, e muito, para a ação de hackers. Por isso, criar uma política de segurança interna é item obrigatório se você quer proteger sua empresa desse tipo de ataque.

Defina normas e restrinja permissões para uso de programas, adequando de acordo com as necessidades da sua empresa. Lembre ainda de manter sua equipe informada sobre o assunto.

5. Faça backups constantes

Mesmo seguindo todas essas dicas, sua empresa não estará livre de sofrer crimes virtuais. As chances serão bem menores, é claro, principalmente em comparação com quem não realiza ações de proteção. Por isso, nossa última dica é: reforce a prevenção.

Faça backups constantemente, criando cópias de segurança de arquivos, documentos e dados das empresas. Essa, com certeza, é a melhor “carta na manga” que você pode ter diante de uma situação inesperada. Mais do que transtornos, ela evitará prejuízos.

Tem outras dicas pra compartilhar? Escreva pra gente nos comentários!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Precisa de ajuda? Ligue +55 49 3025.1900 ou

Converse conosco

top